Romanos 8:18

“Considero que os nossos sofrimentos atuais não podem ser comparados com a glória que em nós será revelada.”

Quero considerar, Senhor, que as dores e tristezas desta vida atual são simplesmente sementes plantadas, esperando brotar em glória na hora que o Senhor nos libertará da luta desta vida….coisinhas pequenininhas comparadas com a imensidade e eternidade da glória que em nós será revelada.

Tenho duas perguntas, Pai. Porque me escolheu para manifestar a Tua glória? A minha capacidade de refletir Tua glória é tão finita, tão fraca, tão inconstante. E, como o Senhor já me escolheu para este privilégio incompreensível, porque então é necessário passar primeiro por este vale de sombras? Por este deserto, onde o barro deste vaso, em que já habita a Tua glória, abafa a luz e não deixa passar a intensidade do brilho da Tua presença?

Quero hoje, Pai, que a alegria que sinto da certeza que o Senhor é dono do futuro passe pelas janelas dos meus olhos. Quero que todos que hoje compartilham do meu mundo saibam que eu sirvo ao Senhor da vitória, o Ressurreto que já venceu a morte e o pecado. Brilha em mim, Jesus; brilha atravez da minha vida.

Post a Comment

You must be logged in to post a comment.